Para quem será esta língua?

 


Este site, fundado em
maio de 2003, é elaborado por
Marcelo Lefevre,
com a colaboração de
Anderson "Cebolinha" Silveira, Arnaldo Marques Loureiro, Edson "Agnes Gold" Watanabe, Eduardo Garcia (EUA), Eduardo Silva, Felipe Passantino, Jaime Ballalai, Jô "Much Better" Garcia, Milton Blay (Paris), Milton "Giorgio Vergano" Moreno Garcia Jr., Nixon "Grimaldi" Mendonça, Roberto Carlos Micka, Sergio "Clackson" Christianini,
Samir Abujamra.

Patrocinadores:
 Coudelaria F.B.L., Haras Dilema, Haras Moema, Haras Regina, Haras Tango, No Fear Stud, Stud Astor MM,
  Stud Casablanca, Stud Champion Spirit, Stud Daltex, Stud Figuron e Varanda, Stud Giovanna e Marcelo, Stud Miss Kin, Stud Nicholas e Enrico Jarussi, Stud Turf Paixão, Stud Vale dos Reis, Thomas Weda Spalding.


Se quiser receber esta coluna
Contato

 

PPR NO FACEBOOK

Para participar clique aqui 

  
                            Edição atual: nº 167                                                                                         Edição anterior:  nº 166     

 

 
 

 
Poucas e boas

 

Em nossa edição passada comentamos mais um pouco sobre o SEM ERRAR,  que ainda não tem data marcada para início pois depende da marcação de uma cirurgia por que devo passar, provavelmente na segunda quinzena de setembro, e que deverá me tirar do ar pelo menos durante uma semana, espero.

 A boa nova é o Desafio da Independência cujos detalhes os senhores poderão conferir na referida nota abaixo, com certeza será muito divertido e poderá até servir de embrião para futuramente outros confrontos do tipo.

Infelizmente por razões de saúde não pude conhecer na semana que passou o Diretor Geral de Turfe, mas não faltará oportunidade para agendarmos este encontro.

 


"O impossível não existe, o que existe são pessoas
insignificantes com preguiça de tentar."
(Marina Silva)
 

 

Tema musical  

Mais uma série no PPR, desta feita em homenagem ao grande gaúcho Lupicínio Rodrigues (1914-1974), autor de inúmeros sucessos gravados, entre outros, por Francisco Alves, Cyro Monteiro, Dalva de Oliveira, Linda Batista, Elza Soares, Jamelão, Zizi Possi, Elis Regina, Gal Costa, Caetano Veloso e  João Gilberto. A canção que selecionamos para abrir o ciclo é a lindíssima Maria Rosa, na interpretação marcante do genial Paulinho da Viola.
 


 

Você sabia?

Edipo Rei é um 4 anos por Thompson Rouge e Nicolita, por Know Heights, de criação de Aluizio Merlin Ribeiro e e propriedade de Fabiana Pessanha da Costa, que competirá na última prova da reunião de 6ª feira na Gávea, sob a condução de A. Paiva e treinamento de I. Brasiliense, na condição de um dos maiores azares da prova.

 

Édipo Rei  (OΙΔΙΠΟΥΣ ΤΥΡΑΝΝΟΣ em grego - Édipo Tirano, em transliteração) é um clássico do teatro grego, tragédia escrita por Sófocles por volta de 427 A.C., a primeira obra de um conjunto que inclui também Antígona e Édipo em Colono. Centra-se na família de Édipo, descrevendo eventos com mais de 8000 anos, e a história é determinada por uma profecia que Édipo irá matar seu pai e casar com a sua mãe. A ação desta primeira peça é exatamente a descoberta da realização dessa profecia.

Freud elevou o mito de Édipo a um dos pilares da psicanálise clássica. A definição do Complexo de Édipo remonta a uma carta enviada por Freud a seu amigo Fliess, em que discute relações de poder e saber num drama encenado tipicamente por pai, mãe e filho.
 


Jean-Auguste-Dominique Ingres (1780-1867)
Édipo e a Esfinge. 1808. Óleo sobre tela. Louvre, Paris.

 

                     

Oito ou oitenta 

Alto falante em Cidade Jardim é assim, ou ninguém ouve o pouco que realmente interessa, ou muitas vezes ele assusta e explode os tímpanos de quem se encontra tranquilamente conversando nas arquibancadas, especialmente quando solta aquelas informações absolutamente inúteis sobre rateios, nomes de proprietários, jóqueis, treinadores, colocações e tempo das provas, que já se encontram disponíveis não só no totalizador, quanto nos programas e em todos os aparelhos de televisão espalhados pelo prado.

 

 

O campeão voltou

Semana proveitosa, foram 14 indicações, venceram Cabalgada (2,6), Tempo Rei (1,1), Join The Stars (2,2), Hyannis (1,8) e My Querido (1,4), pagaram placê Inesquecivelzeppe (2,7), Cem Por Hora (1,5), Dinamaquina (1,3), Toni Amico (1,4) e Sib Vegas (2,6). Forfé American Storm. Para esta semana, seguem os estudos do catedrático 'Clackson'.

CIDADE JARDIM

 

Sábado - Pistas programadas

2º páreo - Agora com aguerrimento, Hot Summer Nights (6) é a égua a ser batida.

6º páreo - Victor de Lorena (5) é a barbada da sabatina, para secundá-lo Todo Bom (8) que vai figurar com destaque. Exata 58.

Domingo - Pistas programadas

4º páreo - Na última Tira-Cisma (3) deixou sua chance de vitória na largada, pule interessante.

6º páreo - Bem posicionado no partidor, Contradicton (2) vai dobrar o capital.

Segunda Feira - Pistas programadas

1º páreo - Dividend Yield (3) teve percurso contrário e venceu, deve bisar.

4º páreo - O uruguaio do Phillipson Haboo (1) vai gostar da enturmação.


GÁVEA

 

Sexta Feira

1º páreo -Voltando à reta grande, Lavrador (3), treinado pelo competente Jairo Borges, deverá abrir o Pick 3 Inicial.

7º páreo - Bem colocado na enturmação, Vale Muito (2) vai vencer. Para a exata Jamygony (3a) vai à reabilitação. Exata 23a

Sábado - Pistas programadas

1º páreo - Finalmente no gramado Thunder Victory (5) vai riscar na frente, pule boa para os concursos.

3º páreo - Caderneta (2) está muito comentada, para secundá-la Giovanna Bacana (1) que volta recauchutada. Exata 21.

Domingo - Pistas programadas

3º páreo - A veloz Garbozita (4) venceu facilmente na areia e o Minetto insiste na inscrição no gramado, pode perfeitamente bisar.

8º páreo - Happy End (5) chegou na vez, para a exata Fresh Walter (1a) com a descarga do aprendiz deve melhorar. Exata 51.

Segunda Feira - Pistas programadas

2º páreo - O lasix fez muito bem para Olimpick Anderson (3), pule boa para os concursos.

3º páreo - Vamos com a reabilitação de Energia Escorial (1), agora melhor colocado no partidor.

 


 

 

Direto de Londres

A nova idade das trevas - O Oriente Médio inteiro, do Afeganistão ao Iraque, do Golfo Pérsico à Líbia, está implodindo. São massacres de massa, genocídios, decapitações, limpezas étnicas ou religiosas que fazem o cotidiano da região, envolta numa onda de orgia de violência bárbara. O Oriente Médio se desintegra em meio a um cheiro fétido de morte. A Primavera Árabe, vista inicialmente de forma ingênua pelos ocidentais como um sopro de democracia, transformou-se em um barril de pólvora imprevisível.

Os analistas internacionais tentam encontrar explicações; em vão. É verdade que a ordem imposta na região no final da Primeira Guerra Mundial era uma ordem colonial, injusta, ditatorial, mas que garantia um mínimo de previsibilidade e um nível de violência controlada. Hoje, essa ordem está em farrapos e ninguém tem a mínima ideia do que pode substituí-la.

Consequência: ninguém sabe que atitude tomar, a comunidade internacional está impotente, pois assistimos a conflitos em que não se enfrentam o bem e o mal, o certo e o errado. O melhor exemplo disso é a Síria, com seus mais de 200 mil mortos. De um lado, um poder ditatorial e criminoso, que não hesita em usar armas químicas contra a sua própria população. De outro, os rebeldes, divididos em mil facções, dos aparentemente mais moderados aos radicais mais extremistas do Estado Islâmico, passando pela Al Nousra, o braço oficial da Al Qaeda. Ali, a barbárie é tal que a Al Qaeda passa por uma ONG. O Estado Islâmico é um armário de horrores, em que a cada dia se abre uma nova gaveta coberta de sangue e de cabeças rolando. São sunitas contra turcomanos xiitas, sunitas contra cristãos e yazidis. Os mortos são contados aos milhares.

O vizinho Curdistão iraquiano abriga cerca de 440 mil civis de todas as etnias e religiões perseguidas desde junho pelos jihadistas. Na mesma área, estão outros 250 mil sírios abrigados desde agosto de 2013 por perseguição étnica. Ao todo, o Curdistão acolhe 700 mil refugiados contra 5 milhões de residentes entre Iraque e Síria. Hoje, a região norte do Iraque é alvo do Estado Islâmico, cujo objetivo declarado é formar um governo único, sem fronteiras, do Mediterrâneo ao Golfo Pérsico, como existia nos tempos medievais. Seus chefes declararam uma grande área entre a Síria e o Iraque como califado e impõe sua religião a todos os moradores da área.

Os Estados Unidos bombardeiam posições desses radicais sunitas, a Europa arma as forças iraquianas e os curdos. Mas ninguém quer se envolver diretamente neste conflito de todos contra todos, em que o amigo de hoje pode ser o inimigo de amanha. Ao contrario dos conflitos clássicos, não há regras do jogo. Os valores de liberdade e democracia estão totalmente ausentes. Reina o fundamentalismo e a violência sem limite. Vivemos, talvez, o fim de uma civilização.

As guerras e o terrorismo no Oriente Médio têm por instigadores Irã, Catar, Arábia Saudita, Paquistão. E por nomes Al Qaeda e suas várias subsidiárias, Estado Islâmico, Boko Haram, que soam como ameaças de uma nova idade das trevas.
 


Correspondente em Paris há 35 anos, Milton Blay pode ser ouvido em boletins diários nas rádios BandNews FM e Bandeirantes AM. Além do PPR, escreve semanalmente no site Por Dentro da Midia e no Jornal Metro.

Desafio  da Independência 

Acontecerá no final de semana de 6/7/8 de setembro, e não em 5/6/7 como consta na chamada abaixo, o esperado desafio entre o titular do Stud Nova República Claudio Miragaia Perri e o colaborador do PPR e catedrático Serginho Christianini, o popular "Clackson". Cada um marcará seus favoritos nas três reuniões de Cidade Jardim - nos páreos programados para grama poderá ser marcada uma alternativa se houver mudança de raia, e no caso de forfait valerá a terceira força na pedra - indicações que serão publicadas aqui no Pega Pelo Rabo. Na semana do desafio a seção 'O Campeão Voltou' abrangerá apenas as carreiras da Gávea. Não fomos autorizados a divulgar o que foi acertado entre os desafiantes, mas desde já podemos assegurar que é coisa séria, quem perder vai pagar preço alto.

Nas casas de apostas londrinas, até a manhã desta sexta-feira, o equilíbrio predominava, Miragaia cotado a 8/5 e Christianini a 7/4.
 


 

Desmentido 

A respeito de comentário de leitor publicado em conhecido site carioca, informa o titular da Coudelaria F.B.L. Claudio Dargevtich que não procede a informação de que seu animal Hermano Viejo, favorito da 3ª prova disputada sábado dia 23/8, apresentasse antes da carreira ou mesmo durante o cânter qualquer problema veterinário que justificasse sua retirada por parte dos veterinários do JCSP, e menos ainda que o cavalo tenha sido sacrificado por conta da fratura que sofreu durante o percurso.

Solicita ainda o proprietário de Hermano Viejo que o irresponsável que produziu e encaminhou a mentirosa mensagem retrate-se por meio do mesmo site que a publicou, caso contrário tomará contra o mesmo as providências cabíveis na esfera judicial.
 


Claudio Dargevitch e André Cunha
 


Argemiro pirou de vez

O folclórico e bizarro turfista, cansado da mesmice das corridas, esta semana vem com ideias completamente malucas, acompanhem na tirinha do nosso criativo chargista Arnaldo Loureiro o que o Argemiro está sugerindo de novidades.
 


 

Um Café Por Uma Barbada e Rede Turfe na TV

Dois torcedores do Flamengo encontram-se esta semana no 1 Café Por 1 Barbada, a titular do programa Karol Loureiro e o nosso amigo André Cunha, que estranhamente não apareceu envergando a jaqueta rubro negra, desejamos boa sorte a ele nas indicações. Já o programa Rede Turfe na TV desta semana apresenta reportagem muito bem-humorada e engraçada a respeito de Métodos, Manias e Supertições dos Turfistas, além dos “Favoritos dos Turfistas” e comentários dos principais páreos do eixo Rio-São Paulo, notícias, informações e debates. Apresentação do jornalista João Carlos Faro, participações de Joemil de Sousa, Fernando Lopes e Jorge Ignacio. Cliquem aqui e confiram tudo via site do JCB.

Moda Turfe

Que tal esta descolada e bonita camiseta para vocês que gostam de cavalos desfilarem em ocasiões esportivas como encontros com amigos, churrascos e mesmo nas corridas?


 

Cruzando na frente

Rondelli do Haras Regina desta feita não decepcionou, espero que os amigos para quem dei o animal de barbada na apresentação anterior tenham se lembrado e jogado, na realidade o cavalo naquela oportunidade estranhou a grama pesada. Quem também passou na frente na noturna carioca, numa ótima direção de A. Maciel, foi o útil Belvoir do Stud Daltex. Nossos cumprimentos aos vencedores.

 




 

 

Joqueadas da semana

A. C. Silva ganhou 6 carreiras no último conjunto de reuniões em Cidade Jardim e agora ocupa a vice liderança entre os pilotos com 16 vitórias, apenas 1 abaixo do líder José Aparecido. Para esta semana Silva assinou 11 compromissos, e mantendo a boa fase, poderá assumir a primeira posição. De seus triunfos, o mais interessantes foi com Hyannis na Prova Especial Garbosa Bruleur.

Na foto abaixo vemos Silva envergando a farda do Stud Barreiro, na companhia do titular das sedas Dr. Simões e de seu amigo Lima Duarte.   


 

Pixotada da semana

Não esteve em seus dias mais felizes o excelente J. Henrique no dorso de Hank The Tank na última noturna, parecendo não acreditar nas chances do animal. Na reta final perdeu tempo enorme ao tentar achar um espaço para atropelar, e quando finalmente achou, já era tarde. Com uma reta impa, certamente ganharia de My Querido. A foto abaixo está compatível com sua direção, ou seja, fora de foco.


 

Bomba da semana

Gigi Do Sissi vindo de 10º em 11, 11º em 12 e 8º em 10, entre outras péssimas atuações e com rateios estratosféricos, não poderia ganhar como ganhou no domingo e pagando 'apenas' 12/1, me desculpem seus responsáveis. 

 

Banhos da semana

Selecionamos dois em Cidade Jardim na semana que passou. Glicina M, com seu retrospecto, Nelito Cunha e pagando 1,7, não pode sair da dupla numa prova com 6 competidoras; Will Be Possible pagando 1,2 na noturna, com o tempo que tinha marcado no Tarumã e com seu proprietário e meu amigo Sergio Bucoski vindo com Roberto Micka de Curitiba para a foto da vitória, mesmo tropeçando durante o percurso, não poderia chegar 7º a 11 1/2 corpos de Credenza. Nos dois casos nenhuma ocorrência veterinária foi relatada.

 


 

Que País é esse?

Tenho a impressão, embora minha memória não ande lá muito confiável, que o último debate entre candidatos para presidente que assisti foi aquele famoso entre Lula e Collor, ou seja, há muitos e muitos anos. Esta semana assisti inteiro o debate da Bandeirantes, mesmo tendo começado às 22 e pouco e terminado após 1 da manhã, depois ainda ouvi as repercussões pelo rádio.

Não resta dúvida que a turma de políticos é muito fraca, os candidatos fora do páreo então só atrapalham os três principais, mas mesmo assim achei interessante o debate, especialmente pela oportunidade de conhecer um pouco mais a candidata Marina, sobre quem eu jamais havia gasto sequer cinco minutos para prestar atenção.

E para minha surpresa, ela deu um 'show de bola' na parceirada, um vareio, e se não der nenhum tiro fulminante no pé e nada de extraordinário acontecer até o dia das eleições, está com ares de barbada. Dependendo das pesquisas que virão pela frente, ela terá meu voto útil para tirar o PT do poder.

Abaixo algumas charges selecionadas sobre o tema, que certamente serão milhares e milhares a partir de agora.
 






 

 

Futebol

Sorteados os grupos da primeira fase da Liga dos Campeões e mais uma vez vão se encontrar Bayern e Manchester City, com a Roma correndo por fora, no chamado grupo da morte. Outros duelos interessantes acontecerão, entre Atlético Madrid e Juventus, Real e Liverpool, Arsenal e Borussia, Barcelona e PSG.

Repito meus palpites para a próxima etapa da Copa do Brasil: Grêmio, Coritiba, Ceará, Corinthians, Cruzeiro, Vasco, Atlético MG e América RN.

E pelo Brasileirão, repito que os times que lutarão pelo título deverão ser Cruzeiro, Internacional, Corinthians e São Paulo, e para cair meus favoritos são, pela ordem, Palmeiras, Vitória, Bahia, Coritiba e Figueirense.

Santos

Não deu nem para empatar contra o São Paulo, mas surpreendentemente deu para ganhar por 2x0 do dono da casa na Arena Grêmio pela Copa do Brasil, com lamentáveis cenas de racismo contra o goleiro Aranha, que foi chamado de preto fedido e macaco pela torcida tricolor. Pelo Brasileirão, o próximo confronto será domingo no Rio contra o Botafogo, jogo para palpite triplo ou na pior das hipóteses um duplo coluna um e do meio.

 

Palmeiras

Não durou uma semana e heroicamente o Verdão saiu da ZR, muito mais pelos fracassos de seus adversários diretos no rodapé da tabela Vitória e Criciúma, que perderam seus jogos em casa na última rodada, do que por mérito próprio, já que o triunfo contra o Coritiba no Pacaembu foi com as calças na mão. Já pela Copa do Brasil, deu a lógica, ou seja, a derrota para o Galo no jogo de ida, que praticamente selou a sorte do time no torneio. E na rodada de final de semana pelo Brasileiro, o adversário é o Internacional, também em crise, uma partida complicada, enquanto Coritiba e Vitória jogam em casa. A última partida do 1º turno será contra o Furacão na Arena da Baixada. Resumo da ópera, o Palmeiras vai virar o turno na ZR.

 


 

São Paulo

Esta não deu para entender, o São Paulo tem jogo marcado no domingo pelo Brasileirão em Santa Catarina contra o Figueirense - que ocupa a 12ª posição na tabela e não perde há cinco jogos - e joga pela Sul-Americana contra o Criciúma na mesma Santa Catarina na 5ª feira. Aí, a pretexto de poupar alguns titulares (poupar de que???), escala uma defesa com Lucão, Edson Silva e Paulo Miranda, meio de campo (?) com Souza e Maicon, e no ataque Ademilson, e claro, perde o jogo. Aí volta para São Paulo na sexta-feira, e retorna para Santa Catarina no sábado de novo? Aí acordo nesta sexta, pego o Caderno de Esportes do Estadão e leio aquela coluna que avalia e dá notas para as atuações do time: Paulo Miranda 4, Lucão 2, Edson Silva e Souza 4,5, Maicon 4 e Ademilson 1, e pasmem, Muricy Ramalho "acertou em poupar alguns titulares, mas demora demais para mexer e parecia acomodado. É mole?
 

Corinthians

Quando o São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil pelo Bragantino em casa por 3x1, depois de ter vencido o jogo de ida por 2x1, os amigos corintianos pegaram firme no meu pé. Passadas duas semanas, jogam eles pelo mesmo torneio a partida de ida contra o mesmo Bragantino - que vale frisar ocupa a 19ª posição na tabela na Série B -, na excelente Arena Pantanal lotada com o apoio de sua fanática torcida, e perdem por 1x0.  Aí, em vez do técnico Mano "Mala" Menezes reconhecer a derrota e enfiar a viola no saco, põe a culpa no juiz que está perseguindo seu time, alegando uma falta inexistente no belo gol do adversário, e agora terá que vencer por 2x0 no jogo da volta. Por estas e mais outras é que o futebol brasileiro se encontra na draga em que está.  

 

 
 


Apoio produção do Pega Pelo Rabo:

MARCELO LEFÈVRE
Consultor em RH

Currículos, entrevistas e seleção de profissionais


Apoio divulgação do Pega Pelo Rabo:


O ponto de encontro da inteligência com a sensibilidade.