Faby Mattos
(1)


Este site, fundado em
maio de 2003, é elaborado por
Marcelo Lefevre,
com a colaboração de
Anderson "Cebolinha" Silveira, Arnaldo Marques Loureiro, Edson "Agnes Gold" Watanabe, Eduardo Garcia (EUA), Eduardo Silva, Felipe Passantino, Jaime Ballalai, Jô "Much Better" Garcia, Milton Blay (Paris), Milton "Giorgio Vergano" Moreno Garcia Jr., Nixon "Grimaldi" Mendonça, Roberto Carlos Micka, Sergio "Clackson" Christianini,
Samir Abujamra.

Patrocinadores:
 Coudelaria F.B.L., Haras Dilema, Haras Moema, Haras Regina, Stud 13 (Recife), Stud Astor MM,
Stud Casablanca, Stud Champion Spirit, Stud Daltex, Stud Miss Kin, Stud Nicholas e Enrico Jarussi, Stud Nova República, Stud Romafi, Stud Turf Paixão, Stud Vale dos Reis, Thomas Weda Spalding.


Se quiser receber esta coluna
Contato

 

PPR NO FACEBOOK

Para participar clique aqui 

  
                     Edição atual: 22/05/2015                                                                                  Edição anterior:  15/05/2015     

 

 
 

Rumo ao Brasil

 Muito interessante a programação deste final de semana na Gávea, no sábado a primeira preparatória para os 2000 das éguas, o GP Henrique de Toledo Lara (G3), e no domingo as três outras, a saber, o GP Cordeiro da Graça (G2) em 1000 metros, o GP Gervásio Seabra (G2) na milha, e a mais importante delas, o GP Doutor Frontin (G2), prova teste para o GP Brasil, que colocará frente a frente o derby winner Famous Acteon contra Pain Naif, Billy Girl e Ézer, com Quinhão, Universal Law e Caballo De Hierro, entre outros, assistindo e observando de camarote. A equipe do PPR já está aquecendo os motores para a cobertura completa da programação nobre carioca, mais uma vez na companhia dos amigos Lima Duarte e Dr. Simões, acompanhados do catedrático Serginho 'Clackson' Christianini e demais amigos paulistas.

Nesta edição o PPR apresenta uma novidade, a exposição de fotos em nossa tela de abertura, da querida e talentosa amiga gaúcha Faby Mattos (mais detalhes na nota abaixo), que durará mais cinco semanas, terminando exatamente na edição posterior ao GP Brasil, que entrará no ar no dia 26 de junho. Serão portanto, além desta primeira foto que os senhores estão apreciando acima, mais cinco lindas imagens selecionadas por mim da vasta produção da profissional, fechando com uma foto do Brasil exclusiva para o Pega Pelo Rabo.

 Sobre a matéria produzida pela Record para o Domingo Espetacular, vale aquela máxima 'nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno'. Pelo menos não mostrou apenas o lado ruim do Turfe, os viciados, as fortunas perdidas, a lavagem de dinheiro, etc, etc, etc, mas também convenhamos, exagerou quando se referiu às mordomias, aos preços exorbitantes, ao glamour e elegância, enfim.  Cliquem aqui e revejam a matéria, confirmando a frase abaixo no minuto 7:30.

 

 "Eu gosto mesmo é de cavalo de corrida, não de corrida de cavalo"
(Lima Duarte)

 

Tema musical  

Madeleine Peyroux (Athens, Georgia, 1974) é uma cantora de jazz americana, que na maioria das vezes escreve e interpreta suas próprias composições e letras. O simples fato de ser lembrada, por seu estilo vocal, com Billie Holiday, já dispensaria maiores comentários, mas é interessante em sua biografia ressaltarmos que Madeleine começou a cantar aos quinze anos de idade, quando descobriu os artistas de rua do boêmio Quartier Latin, em Paris, fazendo parte do grupo The Riverboat Shufflers, primeiro passando o chapéu, depois cantando. Aos 16 anos, passou a fazer parte da The Lost Wandering Blues and Jazz Band, grupo com o qual passou dois anos em turnê pela Europa, interpretando canções de estrelas do jazz como Fats Waller, Billie Holiday, Ella Fitzgerald e Bessie Smith, entre outros, dando base ao reportório do seu primeiro álbum, Dreamland, que foi lançado em 1996, e logo ganhou expressiva atenção. Depois do lançamento e promoção deste citado álbum, em 1997 Peyroux começou as gravações de um segundo disco, no entanto, foi diagnosticada com problemas nas cordas vocais e teve problemas com a sua editora, desistindo de lançar este álbum e voltando às suas raízes, ou seja, dar concertos na ruas de Paris e em cafés nos Estados Unidos.

Nesta última 4ª feira 20/5 Madeleine apresentou-se para uma Sala São Paulo totalmente lotada, como vocês poderão observar nesta foto que tirei antes de seu bis. Do seu ótimo repertório selecionamos uma canção em francês chamada J'ai Deux Amours (Eu Tenho Dois Amores), cuja tradução segue abaixo, e outra em inglês chamada Don't Wait Too Long (Não Espere Tanto), que você ouvirão clicando  aqui já com a devida tradução.
 

EU TENHO DOIS AMORES
Diz-se que além dos mares
Ali, sob o céu claro
Existe uma cidade
A estada é encantada
E sob as grandes árvores escuras
Cada noite
Pra lá se vão todas as minhas esperanças
Eu tenho dois amores
Meus país e Paris
Para eles, todos os dias
Meu coração se enche
Manhattan é bonita
Mas há como negar isso
É que minha paixão
É Paris
 


Paris é tudo
Vê-la um dia
É o mais bonito dos meus sonhos
Eu tenho dois amores
Meu país e Paris
Manhattan é bonita
Mas há como negar isso
É que minha paixão
É Paris
Paris é tudo
Vê-la um dia
É o mais bonito dos meus sonhos
Eu tenho dois amores
Meu país e Paris


 

   

Você sabia?

Danton é um 2 anos castanho por Emirates To Dubai e Papeete's Girl, por Roi Normand, de criação e propriedade do Haras Anderson, que estreou vencendo com autoridade em 2/5 e já foi inscrito para disputar no domingo o Grande Prêmio Cordeiro Da Graça (G2), prova preparatória para o km do Major Suckow (G1) de 20 de junho. Seu piloto será Bernardo Pinheiro e o treinamento é de Ad. Menegolo, convém ficar de olho, porque o haras sempre criou excelentes velocistas.

Georges Jacques Danton (1759, Arcis-sur-Aube - 1794, Paris) foi um advogado e político francês que se tornou uma figura destacada da Revolução Francesa, tendo sido julgado e condenado pelo Tribunal Revolucionário e guilhotinado em 5 de abril de 1794, em companhia de Camille Desmoulins.
 


 

Faby Mattos

Nascida Fabiane de Mattos em 17 de março de 1986, na cidade de Passo Fundo/RS e apaixonada por cavalos desde sempre, Faby, como é mais conhecida, formou-se Médica Veterinária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2013. Em 2011, após comprar um equipamento fotográfico para registrar os casos clínicos, acabou se envolvendo intensamente com fotografia de equinos e estudando mais sobre o assunto. Hoje, além de veterinária especializada em equinos, trabalha fotografando diversas raças, especialmente o PSI, o Cavalo Crioulo e o Quarto de Milha.

Nas fotos abaixo vemos Faby, como sempre, muito bem acompanhada, no haras com dois 'clientes', e jantando no Schulla's em Porto Alegre com o companheiro Julio e os amigos Karol Loureiro e Marcelo Lefèvre.
 




 

Barrados no Baile

Beverly Hills, 90210, foi uma popular série de televisão norte-americana, transmitida nos Estados Unidos entre outubro de 1990 e maio de 2000 pela emissora Fox, que no Brasil foi chamada de Barrados No Baile, eu confesso que não acompanhei. Já o grande sucesso de Eduardo Dusek no início da década de 80, igualmente chamado de Barrados No Baile, este sim eu lembro perfeitamente, e com certeza vários turfistas também lembrarão quando ouvirem o tema clicando aqui.

Já mais recentemente, no último dia 3 de maio, quando do GP São Paulo, o 'barrado no baile' foi um conhecido peso pesado (literalmente) do meio do turfe, que ao contrário do que foi divulgado, não deu as caras em Cidade Jardim porque recebeu um singelo recado dizendo que, se aparecesse, ficaria do lado de fora. Seu ghost writer (muito mais ghost do que writer), também conhecido nos tempos do 'trovador' pelo vulgo de 'rasputin', igualmente não foi visto pelos lados do prado paulistano por ocasião do evento. Ambos não fizeram a menor falta.


 

Sinal dos tempos

A foto baixo foi tirada exatamente às 20:26 da última 2ª feira, dia 18/5, nos momentos que antecederam a disputa do 4º páreo da reunião. Aparentemente parece uma 'pedra' normal, não fosse o número de pules de placê apostados até aquele momento na égua Nº 4 Nimbée, de propriedade do Sr. Ary Ferreira, montada pela Ap4 Dailey Milan, com treinamento de C. Soledade. Em tempo, a filha de Giant Gentleman chegou na última colocação a 16 3/4 da vencedora, fechou pagando 25,90 de vencedor, e sinceramente não reparei com quantas pules de placê jogadas. Eu nunca tinha visto isso.
 


 



 

Joqueada da semana

Carlos Lavor montando Instincts e Marco Mazini no dorso de Energia Frizor, protagonizaram um eletrizante cabeça-a-cabeça praticamente a reta toda da 10ª prova da última domingueira carioca, a vitória sorrindo no final para a égua do Haras Regina, por diferença mínima. Seria uma tremenda injustiça considerarmos apenas Lavor como o jóquei da semana, Mazini também mereceu. Cliquem aqui e revejam esta sensacional disputa.


 

Pixotada da semana

Antonio Queiróz não esteve feliz com Olympic Ezeiza na 2ª prova da noturna paulistana. Largou mal, mas pelo menos não forçou a defensora do Regina na reta oposta, porém logo que entrou no tiro direto veio prejudicando a competidora Loren (Josiane Gulart) que atropelava a seu lado,  sempre correndo para dentro, não corrigindo sua pilotada, para nos metros finais dar o golpe final. Resultado, perdeu o páreo na justa reclamação da adversária e correta decisão da CC, e ainda pegou um gancho até 8/6.
 

Banho da semana

Lundi (que o narrador carioca não faz a menor ideia do que significa e nem como se pronuncia), era favorita destacada na última carreira de domingo na Gávea, isto porque vinha de dois segundos e dois terceiros na mesma pista e distância, porém com pules bem superiores a de 1,9 que rateava. Montada por A.M. Souza e treinada por I.C. Souza, terminou na 6ª colocação a 9 3/4 da ganhadora Tahir, sem nenhuma ocorrência veterinária anotada. Olho vivo na próxima!

 

Bomba da semana

Quem jogou ou prestou atenção na última apresentação de Senhor Muqui em 3/4, quando com seu piloto habitual R. Salgado fez 10º em 10 num claiming a 13 3/4 do primeiro, jamais imaginaria que pouco mais de um mês depois, ele apareceria inscrito na turma, e praticamente nas mesmas distâncias e pistas em que costuma correr. E muito menos que, pasmem, ganharia o páreo que ganhou, montado pelo Ap4 H. Willian! Por isso mesmo, como maior azar do páreo, pagou 18,20 e deixou a grande maioria dos apostadores na mão.  
 

Como num passe de mágica

Eu não disse que as lâmpadas queimadas do totalizador de Cidade Jardim seriam substituídas rapidinho depois da nota que demos aqui no PPR da semana passada? Este problema está resolvido meus senhores, mas o desrespeito para com os apostadores continua rolando solto, especialmente quando eles esquecem os alto-falantes ligados e temos que ficar ouvindo aquelas abobrinhas.
 





 

Volta por cima

Depois de meses parada, Josiane voltou montando três animais e ganhando com Loren, fazendo segundo com Macchia Nera, e descolocando-se com Justin Prada. Para as duas próximas reuniões a joqueta assinou quatro compromissos de montaria, sendo dois para sábado e dois na noturna, para mim a melhor delas é Quale Qual.  Dá-lhe Josi!
 


J. Gulart e M. André, vencedores com Loren
 

Moda turfe

Esta semana selecionamos objetos para decoração e cozinha: simpáticas almofadas, que podem servir também como travesseiros; talheres para saborear um bom churrasco com salada; e o avental para a cozinheira não sujar a roupa enquanto prepara a comilança.
 






 

O campeão voltou

Nosso catedátrico, que já é atração garantida no weekend do GP Brasil, parece que gostou dos 60% de acertos, na semana que passou acertou os vencedores Electra Baby (1,4), Odorico (2,9) e India Negra (2,1), e mais os placês de Calígrafo (1,1), True Quality (1,6), Uru (3,0) e Waldhar (1,5). Para esta semana a expectativa é que supere esta marca, suas indicações são:

 

CIDADE JARDIM

Sábado

5º páreo - Vielmond (2) despenca para o claining, deve vencer. Para a exata Lenha Nobre (4).

10º páreo - Local Lover (2) não cansa de evoluir, ainda deve ratear bem.

Segunda Feira

4º páreo - Largando junto a potranca Miss Nancy (6) não deverá perder.

9º páreo - Grande oportunidade para o nosso amigo Dr. Simões do Stud Barreiro ir para foto da vitória, se a sua Natalia Thunder (8) estiver com o apetite que ele estava na última noturna (foto abaixo), é a maior barbada do programa!

 

GÁVEA

 

Sexta Feira

3º páreo - Barone Nero (3) vai gostar deste claiming, pule boa para os concursos.

4º páreo - A turma saiu fraca para o potro do Anderson Diamond Cat (7), para a exata Dorset (6).

 

Sábado

1º páreo - Vamos insistir com Innamorata Mia (10), que agora larga por fora.

10º páreo - A turma agrada muito para o retorno de Reynosa (6).

Domingo

5º páreo - Após boa estreia e bem colocada no partidor, Energia Home (2) é a potranca a ser batida.

11º páreo - Pule alta para os concursos, Daslú Lady (3) aclimatada, aguerrida e bem colocada nesta chamada.

Segunda Feira

1º páreo - Visitando o claiming Calabassa (1) não deverá perder, Guilhermina (10) completa a exata.

9º páreo; Arquimedes Style (2) volta a competir no gramado, é pule muito interessante para os concursos.




 

 

Direto de Paris

As saudades de Saddam - Há pouco mais de um ano, precisamente em fevereiro de 2014, um enviado especial do jornal espanhol El Pais à Bagdá, capital do Iraque, escrevia que a comunidade sunita do país estava com "saudades" do ditador Saddam Hussein. Entenda-se: membro da minoria sunita do Iraque, Saddam Hussein mantinha as rédeas do poder com punho de ferro, toda a máquina do Estado se encontrava entre as mãos de sunitas, a maioria xiita não tinha nenhum poder. No entanto, as tensões intercomunitárias eram diluídas no dia-a-dia. Saddam foi derrotado pelas tropas de Bush filho, escondeu-se em um buraco em Tikrit, sua terra natal, capturado em 13 de dezembro de 2003 e enforcado três anos depois.

Washington acreditava que o Iraque viveria, a partir de então, uma era de paz e democracia, de preferência com um governo de união nacional, liderado pelos xiitas. Ledo engano. Ninguém se torna pacífico e democrata do dia para a noite, nem em nome dos belos olhos da América. A guerra civil tomou conta do país. Hoje, a maioria xiita "governa" o Iraque, mas nem por isso vive-se em paz. Ao contrário, pouco a pouco os sunitas cedem à pressão e aderem ao Estado Islâmico, que se reclama do sunismo. Difícil falar em "saudades" de Saddam. A triste realidade é que os sunitas iraquianos hoje não têm opção, pois aqueles que não entram nas fileiras dos jihadistas fanáticos são considerados traidores ou colaboradores com o regime de Bagdá e, a este titulo, punidos e executados.

O Estado Islâmico continua, com alguma facilidade, a invadir e ocupar cidades iraquianas importantes, onde tem imposto a sua lei, a sharia. Ali, os xiitas são os principais alvos do ódio pelo simples fato de serem xiitas. Depois de ter conquistado Mossul, segunda maior cidade do país, o Estado Islâmico acaba de dominar Ramadi, a apenas cem quilômetros de Bagdá. Isso significa que a estratégia de combate à Daech não tem dado os resultados esperados. As forças iraquianas, apoiadas pelos bombardeios da coalizão liderada pelos Estados Unidos, com apoio de vários países, dentre os quais a França, não impediram o avanço dos jihadistas. Os chamados analistas militares acreditam que a única maneira de barrar a expansão de Daech é enviar tropas à terra. O que nenhum país parece disposto a fazer neste momento. Em Ramadi, o Estado Islâmico já começa a implantar o mesmo modelo de epuração, baseado em detenções e execuções em massa. A rota rumo a Bagdá está aberta, no bem sucedido caminho para a constituição do anunciado Califado.

Estamos assistindo os primeiros capítulos desta história, que pode ser longa. O objetivo final declarado de Daech é afirmar a sua autoridade sobre todos os muçulmanos do mundo e tomar o controle de todas as regiões de maioria islâmica, a começar pela região do Levante, que inclui Jordânia, Israel, Palestina, Libano, Chipre e Hatay, uma área situada no sul da Turquia.

Por isso, talvez, amanhã não sejam os iraquianos que sentirão "saudades" de Saddam, mas todos nós.
 


Correspondente em Paris há 35 anos, Milton Blay, autor do livro "Direto de Paris, Coq au Vin com Feijoada" pode ser ouvido em boletins diários nas rádios BandNews FM e Bandeirantes AM. Além do PPR, escreve semanalmente no site Por Dentro da Mídia e no Jornal Metro.

 

Cruzando na frente

Só deu Haras Regina esta semana, com Instincts (foto na nota Joqueada) e Destiempo na Gávea, e com Jardim Di Napoli no GP Batalla De Las Piedras, sua quarta vitória no Uruguai. Parabéns ao titular Sergio Coutinho Nogueira e equipes.




 

Um Café Por Uma Barbada

Esta semana o entrevistado de Karol Loureiro no Café Por 1 Barbada é o jovem turfista Diego Guedes, feliz da vida e muito esperançoso com seu Quinhão. Boa sorte a ele nas indicações, e também no GP Brasil. Confiram tudo clicando aqui
 

Que País é Esse?

Negócio da China - Com esses horrores da Operação Lava Jato, prisões e bloqueios de bens, podemos dizer que a "rataiada" não se encontra na sua melhor fase. Sejam as estatais contratantes de bilionários e superfaturados serviços, sejam as empreiteiras, habituais distribuidoras de gordas propinas, se encontram passando por um período de "entressafra", deixando muitas das nossas "Vossas Excelências", financeiramente, em estado de "Dieta Ravena". Eis que, em meio ao desolador clima de penúria, surge a "salvação da lavoura": A República "Comuno-Capitalista" da China estaria disposta a aplicar 50 bilhões de dólares em operações diversas, nesta nossa amada República das Bananas. A novidade causou tanto alvoroço, que até um parlamentar já falecido, famoso pelas rapinagens cometidas em vida, parece ter abandonado o túmulo, querendo, naturalmente defender "o que é dele".

Mas, o Pega Pelo Rabo, observador atento das práticas tropicais, se sente no dever de alertar, Excelências, muita calma nessa hora! Primeiro, não esqueçamos, os nossos irmãos de olhinhos puxados, são grandes especialistas na produção de espetáculos pirotécnicos. Lembrem-se que a nossa Presidenta visitou a China, acompanhada por metade do PIB brasileiro, muito se alardeou em termos de mirabolantes investimentos no Brasil e, até agora, o jogo continua no Zero a Zero! Segundo, nossos irmãos do "capitalismo vermelho", de trouxas só tem o sorriso amável e as reverências nos cumprimentos. Nem pensem as nossas "Excelências" que o dim-dim fluirá fácil para os seus bolsos, como estavam habituados na velha e boa PETROBRÁS. Por fim, a rataiada não pode esquecer que muitos amigos da elite especializada em obras públicas, ou estão ainda sob a guarda da Polícia Federal, ou em casa, mas usando incômodas tornozeleiras, ocupados em permanentes reuniões com os seus custosíssimos advogados, tentando arranjar uma saída para o imbróglio em que estão metidos.

É, podemos garantir, "o mar não anda lá para peixes", nem muito menos para RATOS! (Colaborou Jaime Ballalai)
 








 


 

Futebol

Errei meu palpite sobre o desfecho do caso Boca/River, achei  que o dono da casa não seria eliminado, o que acabou acontecendo para sorte do Cruzeiro, imaginando-se, é claro, que o Boca conseguisse reverter a vantagem naquele segundo tempo que não foi disputado. O Cruzeiro jogou uma excelente partida em Buenos Aires, mereceu vencer, mas convém tomar muito cuidado no jogo da volta, bem como na continuação do Brasileiro. Quem também jogou muito e mereceu vencer foi o Guarani contra o Racing, um time valente para o qual milhões de braileiros, inclusive eu, estão torcendo nesta Libertadores. Meu prognóstico é que o campeão da Libertadores sairá da outra chave, entre Tigres, Santa Fé e Internacional.
 




 

Santos

Ando errando demais os palpites que envolvem o 'Peixe', contra os reservas do Cruzeiro achei que daria empate, o time ganhou. Contra a Chapecoense na próxima rodada vou de empate também. Pela Copa do Brasil o Santos fica e o Sport passa. Se o Robinho deixar o clube como tudo está indicando, o Santos terminará no meio da tabela, ao redor do 10º lugar ou daí para trás. 
 

 

Palmeiras

Achei que o Verdão perderia do Joinville e foi 0x0, uma das piores partidas do torneio até agora. Domingo o adversário será o Goiás em casa, pode acontecer uma surpresa, vou de coluna do meio e dois. Pela Copa do Brasil, o adversário será o ASA de Arapiraca, perigo a vista...
 

São Paulo

Imaginava que o jogo contra a Ponte iria ser difícil, e a derrota por 1x0 acabou ficando barata, só não foi uma goleada porque mais uma vez o MITO fez milagres. Interessante e bem bolada a campanha Jogue Com o Seu Ídolo, em tese eu até toparia participar, o problema é que na atual conjuntura para mim só existe um ídolo no São Paulo, e o preço para jogar a seu lado está meio salgado, R$ 4.880,00, não estou com esta bola toda. Contra o Joinville no final de semana é crava, barbada!
 


 

 

Corinthians

Quando aquele turfista amigo me entregou no prado este rótulo do Guaranação fotografado abaixo, achei que era gozação pela derrota frente ao Guarani, mas depois pesquisei na internet e esta bebida existe mesmo, inclusive faz parelha com a Timãobaína, ambos fabricados pela Refriso Bebidas. Já procurei aqui nos supermerados perto de casa e não achei, ainda falta o Futurama, mas se não encontrar vou pedir para algum amigo que mora ou passa pela ZL para comprar um kit para mim, quero dar de presente para o meu genro Daniel que é corintiano.
 




 

 


Apoio produção do Pega Pelo Rabo:

MARCELO LEFÈVRE
Consultor em RH

Currículos, entrevistas e seleção de profissionais


Apoio divulgação do Pega Pelo Rabo:


O ponto de encontro da inteligência com a sensibilidade.