Ídolos portenhos
(Fotos Karol Loureiro)
 


Este site, fundado em
maio de 2003, é elaborado por
Marcelo Lefevre,
com a colaboração de
Anderson "Cebolinha" Silveira, Arnaldo Marques Loureiro, Edson "Agnes Gold" Watanabe, Eduardo Garcia (EUA), Eduardo Silva, Felipe Passantino, Jaime Ballalai, Jô "Much Better" Garcia, Milton Blay (Paris), Milton "Giorgio Vergano" Moreno Garcia Jr., Nixon "Grimaldi" Mendonça, Roberto Carlos Micka, Sergio "Clackson" Christianini,
Samir Abujamra.

Patrocinadores:
 Coudelaria F.B.L., Haras Dilema, Haras Moema, Haras Regina, Stud 13 (Recife), Stud Astor MM,
Stud Casablanca, Stud Champion Spirit, Stud Nicholas e Enrico Jarussi, Stud Nova República, Stud Turf Paixão, Stud Vale dos Reis, Thomas Weda Spalding.


Se quiser receber esta coluna
Contato

 

PPR NO FACEBOOK

Para participar clique aqui 

  
                            Edição atual: nº 183                                                                                         Edição anterior:  nº 182     

 

 
 

 
De Buenos Aires a Recife

 

No turfe existem três categorias, os simplesmente apostadores, para os quais tanto faz que o páreo seja um claiming ou um G1; os simplesmente turfistas, que ignoram completamente o jogo; e os turfistas-apostadores, que representam a maioria, categoria onde também me enquadro. Além das corridas, gosto de diversos tipos de jogos, roleta, baralho, apostas em futebol, todas modalidades em que o jogador tem alguma participação, portanto não aprecio loterias em geral tipo sena e megasena, máquinas caça-níqueis, mas de vez em quando faço uma fezinha no bicho, quando existe alguma coincidência de números. Na última noturna por exemplo, como minha programação preferida, que é a Gávea, estava muito fraca, joguei apenas três Picks iniciais em CJ a R$ 5 cada, abrindo com Olympic Serena, depois todos no segundo páreo, e fechando nas três montarias do Blandi, total R$ 15. Acertei um deles que deu R$ 100, e nada mais, saí com lucro de R$ 85.

No Brasil turfístico que conheço, não existe hipódromo com mais turfistas do que a Madalena, alí se vê gente que gosta do cavalo, torce pelo cavalo, vibra com o cavalo.

A festa do Bento Magalhães é o maior evento do turfe nordestino, e neste ano especialmente será maior ainda, já que contará com uma mega atração nas pistas, Jorge Ricardo, para muitos (não para mim), o melhor e mais importante jóquei brasieiro de todos os tempos. Quem também abrilhantará a festa, mas das arquibancadas, será o grande Juvenal Machado da Silva, jóquei que marcou época na Gávea, ganhando estatísticas e as provas mais importantes do calendário, incluindo o GP Brasil.

Em Recife serão seis provas na sabatina e seis na domingueira, cinco das quais com Jorge Ricardo montando. Além do campeão, estarão em ação no meeting, entre outros,  B. Reis, F. Henrique, Z.M. Rosa, A. Maciel e A. Queiroz.

Para maiores detalhes sobre o evento e para conferir os programas completos, clique aqui

Nossos leitores na próxima e última edição de 2014 contarão com a tradicional cobertura do Bento Magalhães, com fotos exclusivas e diferentes, além da seções habituais da coluna, exceção feita à Direto de Paris, já que nosso colaborador Milton Blay está passando o final de ano na Sicilia.

Aproveitando o ensejo, desejamos a todos um Feliz Natal.

 


 

"Mudaria o Natal ou mudei eu?"
(Machado de Assis)

 

Tema musical     

"Caetanite aguda" foi o 'mal' que me atingiu esta semana, depois que ouvi um tema de Caetano no rádio que não escutava há anos. Por isso resolvi dividí-lo com nossos leitores, acrescentando ainda mais um, que muita gente talvez nunca tenha ouvido. Tratam-se de Estrangeiro, que vocês ouvirão clicando acima em tema musical, e A Bossa Nova é Foda, clicando aqui
 

Você sabia?

Cebolinha é um 3 anos castanho filho de Elusive Quality (USA) e Immortelle, por Vettori (IRE), de criação do Stud CED e propriedade do Stud Nova República de Claudio Miragaia Perri, que competirá na condição de provável favorito e terá toda a nossa torcida na 5ª prova da domigueira paulistana, dirigido por J. Apaecido e treinado por A. F. Correia.

Cebolinha é um personagem de histórias em quadrinhos e tirinhas criado em 1960 por Maurício de Sousa. Sempre à procura de um jeito de pegar o coelhinho de sua amiga Mônica, o Sansão, Cebolinha é um garoto de cabelos espetados que, quando fala, troca o “R” pelo “L”. Inteligente e malandrinho, está sempre arquitetando planos infalíveis para derrotar a Mônica e se tornar o dono da rua. O problema é que os planos sempre dão errado, o que resulta sempre em coelhadas no final da história. Cebolinha tem um bichinho de estimação chamado Floquinho – um cachorrinho tão peludo, que nunca se sabe se está indo ou voltando – e seu melhor amigo é o Cascão, com quem vive aventuras incríveis, como esta que você poderão acompanhar clicando aqui.

A sugestão do Cebolinha aqui nesta seção foi em atendimento ao nosso amável leitor Eduardo Gomes Ceresso, residente no bairro de Jardim Maringá, na cidade de São Paulo - SP, um presente do PPR para a criançada (netos e filhos de turfistas), já que esta nossa edição é a última antes do Natal.
 


 

Confraternização 

Aconteceu no último sábado em CJ a confraternização que anunciamos, comandada pelo titular do Nova República Claudio Miragaia, com a  presença de diversos amigos e mais de um tocador profissional de berrante, conforme vocês poderão observar na fotos abaixo. Infelizmente o Mitológico não fez a parte dele vencendo o Consagração, mas brevemente novas vitórias virão. As fotos foram tiradas pelo nosso amigo João, motorista e secretário particular do ator e turfman Lima Duarte, que como eu (que estava na Argentina), não pôde estar presente no sábado, mas esteve conosco na noturna, ocasião em que ganhou um presente deste cronista, que pela fisionomia dele, parece ter agradado.
 










 

Argentina I

A seção de fotos começa com esta quadrifeta campeã embarcando em Guarulhos, composta por Carlos Baltar, Silvio Botelho, Ricardo Maranhão e Beto Marinho. Já em Palermo na sexta-feira, vemos o melhor âncora da TV brasileira Celson Afonso, acompanhado de Thiaguinho, Laercio Sabato e do sãopaulino Amarildo. Palermo é um hipódromo maravilhoso, com muito verde, passarinhos, uma limpeza de dar vergonha, e um padoque maravilhoso, parecido com o de Saint Cloud, em Paris.

 












 

Argentina II

A. Domingos ocupava até a semana que passou a segunda posição nas estatísticas argentinas com 141 vitórias, seguido na terceira colocação por F. Leandro, que nos programas locais aparece como F.L. Gonçalves, com 97 triunfos, tendo J. Ricardo na sétima posição com 72 primeiros, e provavelmente entre os ponteiros em somas ganhas, depois da vitória no Pellegrini. Nas reuniões de Palermo e San Isidro que acompanhamos ao vivo, os três brasileiros formaram mais de uma vez a trifeta vencedora, ou seja, estão representando muito bem nosso turfe em terras portenhas. O líder disparado das estatísticas com 176 vitórias é o uruguaio Pablo Falero, e a primeira posição em eficiência é de Adrian Giannetti, que contava com 73 triunfos e o impressionante índice de 20% em primeiros lugares. Nas fotos abaixo, pela ordem, Leandro, Domingos e Ricardo.
 






 

Argentina III

A mesma quadrifeta da primeira foto aparece agora em traje social, acompanhados de Marco Antonio Vilalba, o popular Argemiro do Bom Retiro. Na foto seguinte, Hugo Sergio Nieri e Delson Petroni. Aí vemos o elegante e simpático casal Marcia e Ernani Buffolo. A seguir a deslumbrante Mayra Frederico, ladeada por Jorge Olympio e Fernando Campos. Fechando, uma individual de Carlos Baltar, titular do Haras Depiguá, que comeu três doses de sorvete com bolo.










 

Argentina IV

Começamos com uma individual de Ricardo Maranhão, que acertou a maior exata da tarde, quando chegou a San Isidro nem sabia como apostar, eu ensinei. Depois este cronista com o amigo Celson Afonso. Professor Marcelo Cardoso na sequencia. Fechando, a primeira dama do JCRS Lúcia Zago, acompanhada de amigas.
 








 

Argentina V

Alessandro Arcangeli com seus filhos Ana e Francesco esteve em San Isidro na torcida por Last Kiss, que na imagem seguinte aparece sendo encilhada por J. L Aranha, e depois passeando pelo padoque momentos antes de fazer excelente terceiro na Copa de Plata. Completando a sequencia, Enrico Jarussi, titular com seu pai Nicholas, do Stud que leva seus nomes.
 










 

Argentina VI

Ernani Buffolo eufórico com a atuação de sua Vivencial (Stud Nosotros), segunda na Copa De Plata, acompanhado de seu veterinário e leitor contumaz do Pega Pelo Rabo, André Carrascosa. Aquele silêncio emocionante, respeitoso e patriótico dos argentinos quando da execução de seu hino nacional. Pintor atrai a atenção das crianças produzindo linda aquerela. Josiane Gulart embarcando no jato da Gol na pista do Aeroparque, ajudada por Vagner Leal. Este cronista viajando relaxado de volta para São Paulo.
 










 

 

O campeão voltou

Esteve bem o nosso catedrático na semana que passou, acertando as pontas de Calêndula (2,0), Dawa (2,6), Corsário (3,4) e Marcado (5,7), além dos placês de Vida De Rico (1,8), Perfectly Associat (4,7), Cheguevara (1,7) e Bartholomeu (2,0). Mini Cooper fez forfé.

Para esta semana, infelizmente o forfé será do próprio Serginho 'Clackson', devido a problemas de família que o impediram de estudar adequadamente as programações. As indicações, apenas uma para cada reunião, serão da lavra deste editor, prometo caprichar.
 

GÁVEA

 

Sexta Feira

6º páreo - Farrier (2) não perde, uma boa dupla é a 12 com Bite The Bullet.


Sábado - pistas programadas

11º páreo - Balada Eletrônica é crava em qualquer pista, fechamento garantido para os concursos.

Domingo - pistas programadas

11º páreo - Gates Of Havem (2) deve passar na frente, vai de Marcelo Almeida.

 

Segunda Feira - pistas programadas

8º páreo - Tchaikovsky (10) ganhou fácil demais e vai para a terceira.

 

CIDADE JARDIM

 

Sábado - pistas programadas

2º páreo - Ukrainian Tines (6) vai de J. Moura e leva a nossa torcida.


Domingo - pistas programadas

8º páreo - Duke D'Eyjur (10) é outra do Moura, vale pules.

 

Segunda Feira - pistas programadas

9º páreo - Keko (10) com Nelito Cunha fecha 2014 vencendo.

 


Serginho e o popular Zé, garção do Cânter Bar
 

 

Direto de Paris

O FIM DA GUERRA FRIA E DO COMUNISMO CUBANO - Durante cinco décadas, o embargo norte-americano à Cuba serviu de álibi ao regime castrista para justificar o controle político. A ditadura, ao invés de se enfraquecer com ele, ao contrário, se fortaleceu. Quem sofreu, e duplamente, foram os cidadãos, vítimas das violações dos direitos humanos típicas dos sistemas totalitários e do desabastecimento crônico, da péssima qualidade de muitos produtos, da acidez estomacal provocada por alimentos originários de ex-países socialistas: compotas albanesas, conservas búlgaras, do leste alemão e russas, vinhos "intomáveis" em qualquer outro lugar do mundo. Isso sem falar na dificuldade em se obter medicamentos de última geração, apesar da excelência dos médicos cubanos, produtos de exportação. O embargo serviu de justificativa até para a falta de limão no mojito.

Se os cubanos sofreram, em contrapartida os irmãos Castro se beneficiaram, sobrevivendo até ao fim da Guerra Fria e da Cortina de Ferro. Conseguiram inclusive o impensável: colocar os Estados Unidos na pele do lobo mau aos olhos dos esquerdistas radicais e fortalecer o discurso anti-imperialista daquele que talvez seja hoje o derradeiro país imperialista do mundo: a Rússia de Vladimir Putin. E mais: serviram de exemplo para a nova geração de presidentes latino-americanos, de Chavez à Maduro, de Cristina Kirchner à Rafael Correa, de Dilma à Lula, de Mujica à Evo Morales.

O reatamento de relações entre Washington e Havana, primeiro passo para o fim do embargo, não é apenas simbólico. Além de enfraquecer o antiamericanismo visceral, enfraquecerá o regime comunista, que hoje pode parecer erroneamente vencedor.

O caminho poderá parecer longo, sobretudo para os cubanos. Mas a médio prazo, Obama irá sem dúvida saborear uma grande vitória: no âmbito interno, tira do Partido Republicano a bandeira anticastrista; no externo, além de invalidar o último argumento do chefe do Kremlin, assistirá no camarote o fim do comunismo cubano.


Correspondente em Paris há 35 anos, Milton Blay, autor do livro "Direto de Paris, Coq au Vin com Feijoada" pode ser ouvido em boletins diários nas rádios BandNews FM e Bandeirantes AM. Além do PPR, escreve semanalmente no site Por Dentro da Mídia e no Jornal Metro.

 


 

Argemiro blackjack

Tudo que previmos na coluna anterior aconteceu, nosso bizarro personagem pegou um ônibus no Aeroparque, passou na agência da Suipacha para comprar a Revista Palermo, na papelaria para renovar seu estoque da canetas coloridas, na padaria para tomar um vaso de leche, e pontualmente às 20 horas me encontrou no hotel e fomos jantar no sensacional El Trapiche, onde comemos tanto e tão bem, que para pegar no sono depois da escala no cassino não foi fácil, nem algiumas doses de Eno resolveram. Argemiro nesta viagem descobriu uma mesa de blackjack eletrônico em Palermo onde deitou e rolou, e em San Isidro não deixou barato, acertou dobles muito interessantes, além de Idolo Portenho no Pellegrini.
 




 




 

Moda Turfe

Como prometi, nesta semana a seção moda traria novidades para o Natal, e aí estão elas, bonitos enfeites para a árvore e uma camiseta com Papai Noel e seu trenó puxado por um cavalo.







Cruzando na frente

W. Blandi abriu a última noturna em Cidade Jardim ganhando bonita carreira para o Haras Regina com Olympic Serena, estivemos recebendo-a na foto da vitória. Quem venceu também na domingueira foi o Stud Nicholas e Enrico Jarussi com Donna Runner. Mas o maior vencedor da semana foi o Haras Moema com Escolta Real na sabatina, e Princesa Lara na domingueira, triunfos acompanhados e comemorados pelo titular das sedas Ernani Buffolo desde Buenos Aires. Parabéns para todos.





 


 

Joqueadas da semana

Com 33 vitórias e ocupando a 6ª colocação na estatística, o matrogrossense Ap.1 José Moura vem se destacando em Cidade Jardim e ganhando a confiança dos treinadores e apostadores. No último conjunto de reuniões mandou quatro para o disco, a vitória mais bonita foi na noturna e por meia cabeça montando Don Alado (do São José dos Bastiões do amigo Serginho Paiva) sobre First Runner (R. Araujo), as demais com Velvet Blue, Dawa e Corsário. Muito da sua evolução Moura deve aos conselhos recebidos do Prof. J. L. Aranha, se tiver humildade e cabeça no lugar, irá longe na profissão.


J. Moura e Thomas Weda
 

Pixotada da semana

Por que razão o quase sempre ótimo I. R. Mendes fez tanta questão de tomar e forçar a ponta com a franca favorita de 1,4 Electra Baby, se a prova foi em 1400 metros e com apenas seis éguas competindo? O resultado todos viram na reta final, faltou gás para pupila de D. Minetto, que pelo menos ainda salvou o placê, embora o narrador a tenha enxergado chegando na terceira colocação, outra pixotada.

 

 

Bombas da semana

Com um retrospecto calamitoso que nada a credenciava, Rebit, com E. Costa, arrebentou com o Pick 3 inicial da grande maioria dos apostadores na última noturna carioca, ganhando de ponta a ponta com rateio de 12,80 na pedra da Gávea e 23,40 em Cidade Jardim. As duas forças da prova, Guria Do Iguassu (1,9) e Brocade (2,7), nada produziram, chegando respectivamente na terceira  e quinta posições.

Banhos da semana

A última noturna paulistana começou de amargar para os apostadores, no primeiro páreo o favorito de 1,8 Estranho Demais com A.C. Silva fez jus ao nome e chegou 4º em 6, e como desgraça pouco é bobagem, na segunda prova, também com A.C. Silva, o favoritaço de 1,2 Céu de Estrelas nem placê pagou, fez 3º contra 5 adversários. Nenhuma ocorrência veterinária foi registrada. 

 

 

Mais um que se vai

Agora é piloto L. Salles que vai embora tentar a sorte em Macau, ele que já teve uma ótima experiência recentemente no Oriente Médio. Desejamos sucesso a ele e garantimos para seus admiradores que notícias de seu desempenho não faltarão aqui no PPR, já que ele é nosso leitor assíduo.


 

 

Um Café Por Uma Barbada e Rede Turfe na TV

Karol Loureiro entrevista esta semana Leandro Mancuso, agente de I.R. Mendes e Marcelo Almeida, vale a pena conferir. O programa Rede Turfe na TV desta semana apresenta a vitória do cavalo Ídolo Porteño, que marcou o tricampeonato de Jorge Ricardo no GP Carlos Pellegrini, uma entrevista com alguns dos participantes do páreo de amadores, a vitória do cavalo Tupiniquim, pilotado pelo jóquei amador Tiago Castellano, além dos comentários dos páreos principais do Cristal, da Gávea e de Cidade Jardim, notícias, informações e debates. Apresentação do jornalista João Carlos Faro, participações especiais de Joemil de Sousa, Fernando Lopes, Jorge Ignacio e Antonio Cesar Leal.

Acompanhe os programas pelo site do JCB clicando aqui
 

A que ponto chegamos...

Apostadores que é bom aparecem cada vez menos no JCSP, nas noturnas então o panorama chega a ser patético. Mas em compensação (?), pombas é que não faltam, inclusive deve ter alguém que as alimenta, alguém que não faz a menor ideia que a obra onde as aves defecam é nada mais nada menos do que uma escultura de Victor Brecheret. A foto abaixo foi tirada na última 2ª feira dia 15/12.
 


É ou não é o fim da picada?
 

Que País é Esse?

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL LIBERA REGISTRO DA CANDIDATURA DE MALUF - O Brasil sempre teve nomes emblemáticos de políticos ligados à corrupção, como, por exemplo, Ademar, Quércia e Maluf. Este último, chegou a ter o seu nome incorporado aos dicionários como um vocábulo que significa "roubar", qual seja, o verbo MALUFAR. No plano internacional, Maluf é procurado "vivo ou morto" pelas mesmas polícias que buscam traficantes, terroristas e assassinos. Assim, se o nosso bravo parlamentar cometer a imprudência de ingressar num voo internacional, sairá do aeroporto algemado e será conduzido à penitenciária mais próxima. No entanto - que beleza - para o nosso TSE, o Deputado Federal Paulo Salim Maluf é, não só "ficha limpa", como merece ser chamado de Vossa Excelência e prestar valiosa colaboração na próxima legislatura da Câmara Federal. Aí é que exclamo, "QUE PAÍS É ESTE ?"

Em tempo - Perto desta turma do petrolão, Maluf mais parece um trainee...
 


 

Futebol

Sorteados os adversários para o mata-mata das oitavas de final da Liga dos Campeões, cujas partidas acontecerão em 17/18 de fevereiro e 10/11 de março, os duelos que mais chamam a atenção são Barcelona x Manchester City e PSG x Chelsea. Real Madrid e Bayern de Munique deverão passar sem grandes dificuldades por Schalke04 e Shakhtar Donetsk, e nos demais cotejos o equilibrio é grande. Meu azarão Monaco pegará uma parada dura, o Arsenal, vou torcer para passar, e jogar uns trocados, claro.

Já pelo Mundial da FIFA, se o time do Papa não tomar cuidado, leva um chocolate maior do que aquele que o Santos levou do Barcelona.

Sobre a pré-Libertadores, o adversário do Corinthians deverá ser ou o Once Caldas ou o Santa Fé, ambos paradas prá lá de indigestas.
 


 

 

Santos

O Santos é mais um time que acaba de eleger novo presidente, achando que isso resolve os problemas da equipe em campo. O que pode sim ajudar o 'Peixe' a melhorar as coisas é se livrar rapidamente do 'Mico' Damião, o que tudo indica vai acontecer mesmo, tomara que o Cruzeiro compre o bagulho, será um a menos para dar trabalho na Libertadores que se aproxima.  

 

 

Palmeiras

Definitivamente o problema do Palmeiras neste ano não foi o técnico, foi o time que é muito ruim, mas o recém contratado Oswaldo de Oliveira é muito melhor do que Dorival Junior, eu inclusive achei que o Santos fez uma grande bobagem quando o dispensou. Oliveira gosta de trabalhar com jovens da base, mesclando o plantel com alguns consagrados veteranos, como fez no Botafogo com Seedorf, mas não lhe deram tempo de repetir a experiência no Santos. Agora, se os veteranos que ele terá à disposição no Palmeiras forem Lúcio e Zé Roberto, o time lutará para não cair já no Paulistão, e no Brasileiro viverá nas imediações da ZR como viveu este ano.

 

São Paulo

Recebi diversas mensagens e telefonemas a respeito dos últimos acontecimentos no Tricolor envolvendo o atual presidente Carlos Miguel Aidar, sua namorada e o ex Juvenal Juvêncio. Sinceramente, o que acontece na política do São Paulo está pouco me interessando, aliás como no Jockey Club de São Paulo também, o que me importa é o que acontece no campo, e nas pistas. No campo meu time vai muito bem, está se reforçando para a Libertadores e demais competições, mas deverá vender Paulo Henrique Ganso na próxima janela, isso para cobrir o rombo deixado por Juvêncio. Outro que poderá sair é Álvaro Pereira, não fará muita falta.

A propósito, e por falar em namorada, não conheço e nem quero conhecer a do Aidar, mas a Ana Paula Vieira, namorada e mãe de Henrique, o filho que teve com o Mito, inegavelmente é uma mulher muito bonita, vocês não acham?




 

Corinthians

O turfman e fanático corintiano Claudio Dargevitch (na foto ostentando sua carteira de sócio do clube), foi um dos que recomendou a recontratação de Tite, inclusive esteve no Itaquerão prestigiando a apresentação do técnico. O que ele não esperava é que Tite, preocupado em não repetir o vexame da eliminação de 2011 para o Tolima, procurou-o para saber de um tal de 'Clackson', que segundo lhe contaram é um profundo conhecedor do futebol colombiano. Quando Dargevitch contou que o catedrático atualmente está mais focado nas segundas e terceiras divisões da Eslovênia, Moldávia e Bosnia Herzegovina, Tite ficou frustado, já que pretendia encomendar um relatório completo sobre o Once Caldas e Santa Fé, prováveis adversários do Timão na pré-Libertadores.


 

 
 


Apoio produção do Pega Pelo Rabo:

MARCELO LEFÈVRE
Consultor em RH

Currículos, entrevistas e seleção de profissionais


Apoio divulgação do Pega Pelo Rabo:


O ponto de encontro da inteligência com a sensibilidade.