Rauol Dufy -Turfistes sur la Pelouse
 


Este site, fundado em
maio de 2003, é elaborado por
Marcelo Lefevre,
com a colaboração de
Anderson "Cebolinha" Silveira, Arnaldo Marques Loureiro, Edson "Agnes Gold" Watanabe, Eduardo Garcia (EUA), Eduardo Silva, Felipe Passantino, Jaime Ballalai, Jô "Much Better" Garcia, Milton Blay (Paris), Milton "Giorgio Vergano" Moreno Garcia Jr., Nixon "Grimaldi" Mendonça, Roberto Carlos Micka, Sergio "Clackson" Christianini,
Samir Abujamra.

Patrocinadores:
 Coudelaria F.B.L., Haras Dilema, Haras Moema, Haras Regina, Haras Tango, No Fear Stud, Stud 13 (Recife)Stud Astor MM,
Stud Casablanca, Stud Champion Spirit, Stud Daltex, Stud Figuron e Varanda, Stud Giovanna e Marcelo, Stud Miss Kin, Stud Nicholas e Enrico Jarussi, Stud Turf Paixão, Stud Vale dos Reis, Thomas Weda Spalding.


Se quiser receber esta coluna
Contato

 

PPR NO FACEBOOK

Para participar clique aqui 

  
                            Edição atual: nº 176                                                                                         Edição anterior:  nº 175     

 

 
 

 
Por que não?

Primeiramente, quero deixar claro que não tenho absolutamente nada contra o Dia de Finados - palavra aliás cujo significado a grande maioria dos eleitores da Dilma certamente desconhece, e por mim vai continuar desconhecendo -, principalmente quando não cai no domingo, como neste ano. Muito menos contra aqueles que, nesta data, homenageiam e evocam seus entes queridos falecidos. Eu homenageio os meus durante todo o ano, mas cada um é cada um.

Só não consigo entender porque, por exemplo, no domingo passado, dia em que o Brasil elegeu seu presidente, tivemos reuniões turfísticas na Gávea e em Cidade Jardim, mas não tivemos rodada do Brasileirão e, neste próximo, só não teremos corridas de cavalos.

Terá sido para os jogagores e torcedores de futebol poderem exercer seu direito cívico de votar? Se foi isso, jogadores e torcedores  também não têm entes queridos mortos? Como farão neste domingo?

Ou será porque o Dia de Finados é uma celebração católica, e o jogar neste dia seria cometer pecado? Com certeza o genial Papa Francisco I, que acaba de reconhecer as teorias do big bang e da evolução, deve discordar disso.

Da minha parte, e como ateu, mesmo sem turfe no próximo domingo continuarei 'pecando', e para os que rezam (?) na minha cartilha, desde já indico a maior barbada do Brasileirão nesta rodada: Cruzeiro contra o Botafogo, no Mineirão, se bobear paga 1,3/1.

Boa sorte aos pecadores.    

 

"Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida.
Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos..."
(Nelson Rodrigues)
 

 

Tema musical  

Escolher uma canção preferida de Cole Porter definitivamente não é tarefa fácil, embora seja extremamente prazerosa, já que te obriga a ouvir novamente várias e várias maravilhosas de suas criações. Nosso colaborador Samir Abujamra listou inicialmente uma dúzia delas, porteriormente reduziu sua lista para três, para finalmente chegar a um tema, gravado por Chet Baker, Tony Bennett, Ray Charles, Sammy Davis Jr, Ella Fitzgerald, Sinatra, Diana Krall, Carmen McRae, Oscar Peterson, Sarah Vaughan, entre dezenas de outros. Trata-se de Every Time We Say Goodbye (Cada Vez Que Dizemos Adeus), aqui num bonito clipe na emocionante interpretação de Simply Red. Para ouvir de joelhos...
 


 

Você sabia?

Joe Louis é um alazão de 3 anos filho de Elusive Quality e Light Green, por Blush Rambler, de criação do Haras Santa Camila e propriedade do Stud Alvarenga, que competirá na condição de favorito na 6ª prova da noturna carioca, sob a condução de V. Borges, com treinamento no CT de J.Cesar Sampaio.

Joe Louis - Joseph Louis Barrow (La Fayette, Alabama, 13 de maio de 1914 – Las Vegas, Nevada, 12 de abril de 1981) -  é considerado um dos maiores pugilistas de todos os tempos, que manteve o título dos pesos pesados durante doze anos (1937-1948), defendendo-o em 26 oportunidades. Uma de suas lutas mais famosas foi contra o alemão Max Schmelling (segunda foto), em 1938, luta revanche de dois anos antes, quando Louis sofreu uma das piores derrotas de sua carreira, usada por Hitler como propaganda do nazismo, provando que a raça ariana era superior. Após deixar os combates por dois anos, Louis voltou aos ringues e fez dez combates na tentativa de reconquistar o título mundial, obtendo oito vitórias, mas perdeu para Ezzard Charles em 1950, e anunciou que não lutaria mais. No ano seguinte, porém, enfrentou Rocky Marciano e foi nocauteado de novo. "Sou seu fã", disse Marciano, após o combate. O motivo pelo qual Joe lutou com Rocky Marciano foi o fato de estar tendo problemas financeiros em consequência de um golpe bancário aplicado pelo seu empresário.

Nos anos seguintes, Joe Louis virou árbitro de lutas e consumiu muita cocaína, tendo sido hospitalizado para tratamento. Ele também esteve internado para tratamento de distúrbios nervosos. Começou a ter alucinações de que a Máfia estaria tentando matá-lo com gás venenoso. Certa vez, ao entrar num quarto de hotel, ele tapou todas as entradas de ar com maionese. Chegava a montar uma barraca em cima da cama para se sentir mais protegido.

Morreu em 12 de Abril de 1981, aos 66 anos, de ataque cardíaco.
 






 

Nota Oficial 

Curitiba, 29 de outubro de 2014.

Prezados associados, profissionais e público turfista em Geral.
 

O Jockey Club do Paraná, através de sua diretoria informa que a assembleia designada para 28-10-2014, foi suspensa em virtude de despacho proferido na ação ordinária 0022972-16.2014.8.16.0013.
 

Os autores da ação, (15 sócios) nominados no final desta nota oficial, antes mesmo de tomarem ciência do que seria explanado aos associados, aduziram irregularidades e trouxeram à discussão matérias que já são objeto de outras medidas judiciais, algumas já solucionadas e outras ainda em tramitação.
 

Não obstante o despacho determinando a suspensão da assembleia geral extraordinária, a Diretoria expôs aos presentes a atual situação do Jockey Club, demonstrou seu passivo financeiro, explicou a forma de alienação e valores de até 2% (dois por cento) da parte que lhe cabe junto ao Shopping Center a ser edificado, explicou que parte do valor a ser recebido seria para quitação de 100% de suas dívidas, sendo a principal delas a que apresenta o maior RISCO ao patrimônio do Clube neste momento e que já está em caráter de execução, com leilão JUDICIAL marcado para o dia 26/11/2014 em primeira praça referente a um crédito que o Ex-Presidente do Clube Sr. Luis Mussi cobra na justiça do Jockey Club do Paraná no valor de R$ 1.600.000,00.
 

Cabe esclarecer que este crédito a favor do Ex-Presidente foi avalizado por alguns membros de sua Diretoria a época e que hoje assinam a ação contra o clube, cujos valores não foram honrados na gestão da qual faziam parte, restando então ao atual grupo gestor, que nos últimos saldou milhões de reais em dívidas herdadas de outras diretorias, tentar encontrar caminhos para realizar tal pagamento.
 

Infelizmente com a suspensão da Assembleia Geral Extraordinária na noite de ontem o Jockey Clube do Paraná não terá recursos suficiente para pagar o valor determinado pela justiça na referida ação, sendo inevitável então o possível arremate Judicial de uma área de 6650 m2 pertencente ao clube.
 

Outrossim, a Diretoria expôs aos associados presentes um novo projeto amplamente discutido internamente entre a Diretoria e Membros do Conselho Fiscal e Consultivo, que colocará o Jockey Clube do Paraná em um outro nível técnico, com melhorias em toda estrutura operacional do clube e benfeitorias que irão beneficiar a todos, associados, profissionais e os aficcionados pelas corridas de cavalo que é a única razão de existir de nosso Clube e o motivo pelo qual a Diretoria trabalha incansavelmente para proteger e avançar de forma sustentável.
 
Ficou combinado em reunião conjunta (Diretoria e Conselhos) que a gestão dos valores que seriam investidos na modernização do Hipódromo, seriam mantidos em aplicações financeiras apartadas da conta corrente principal do Clube, sendo gerido por uma comissão a ser eleita, de no mínimo 5 sócios, aos quais caberia a análise de orçamentos e liberação dos valores em conjunto com a Diretoria, dando mais uma vez uma forma inequívoca de transparência na gestão dos recursos do clube.
 

Contudo, em face da suspensão da assembleia, o Jockey Club ficará de mãos atadas, mas apenas temporariamente, pois tem certeza de que irá conseguir na Justiça a reversão da liminar concedida à essa minoria de sócios, que infelizmente pouco contribuem para o fomento de nossa atividade.
 

Por derradeiro, importante destacar que 100% dos quase 300 associados presentes nas dependências do Jockey Club na noite de ontem concordaram com a pretensão de comercialização de parte da participação que o Clube possui no Shopping Center para execução dos projetos propostos, pois todos entenderam de forma clara que não há outra forma de viabilizar a sustentabilidade e o crescimento da instituição no atual modelo de gestão do turfe em nosso país, o qual somos totalmente reféns.

Infelizmente se conclui que a pretensão dos autores da ação, de apenas 15 sócios não é a de crescimento do Turfe do Paraná, mas tão somente denegrir e desconstruir perante aos associados, profissionais e turfistas a imagem da instituição e sua Diretoria com a finalidade de impedir o avanço e as conquistas de uma gestão sustentável e responsável que vêm sendo colocado em prática ao longo dos últimos 8 anos.
 

Com intuito de esclarecer e informar os associados não presentes na AGE de 28//10/2014 nominamos abaixo os autores da ação:

- Sr. Roberto Belina
- Sra. Ruth Ferstemberg Belina
- Sr. Ricardo Slaviero
- Sra. Joyce Mara Parolin
- Sr. Pedro Luiz Nicolau
- Sr. Ney Carlos Forbeck de Castro Filho
- Sr. Mario Ferreira do Rego Filho
- Sr. Silvério Bogucheski
- Sr. Heitor Amatuzzi Junior
- Sr. Paulo Irineu Pelanda
- Sr. Alcebiades de Almeida Faria Neto
- Sr. Carlos Tadeu Garbuio
- Sr. Carlos Alberto Piovezan
- Sr. Agostinho Luiz de Oliveira
- Sr. Homero Pinhatari Oliva
 
Atenciosamente,
 
DIRETORIA DO JOCKEY CLUB DO PARNÁ
PRESIDENTE – CRESUS W. CAMARGO.
 

 

O campeão voltou

Quem acreditou no nosso, nem sempre reconhecido, mas sempre prestigiado, catedrático, deu-se bem na semana passada e acertou varios concursos. Seus acertos de vencedor foram No Mucho (1,9), Sambista (2,5), Nambu Guaçu (4,6), El Caudilho (1,1), o destaque da nossa seção Você Sabia Poseidon (3,5), Fast Mango (2,8) e Daltiva (1,7). Nos placês Rápida e Veloz (1,4), Back Fire (1,6) e Baby Julia (1,5). Para esta semana, seguem as indicações do mestre 'Clackson', a quem daremos pessoalmente parabéns e um aumento (um cafezinho + uma H2O).

 

CIDADE JARDIM

 

Sábado - Indicações para grama e areia

5º páreo- Toni Amico (2) tem bons trabalhos para rebocar este claiming.

6º páreo - Put To Away (6) vai vencer fácil, Queen Of Bagé (5) em grande forma completa a exata 6-5

8º páreo - Melhor adaptado no percurso, Gates Of Haven (9) é pule boa para os concursos.

Segunda Feira

2º páreo - Wyatt Earp (1) nesta turma muito fraca não perde, e Gambetero (3) em claming cada vez mais fraco deve formar a exata 1-3

5º páreo - Visitando um claiming desfalcado de valores, Pioneiro (5) é o animal a ser batido. Passando para areia, Winstar (1)

8º páreo - Voltando a competir na milha, Cliffs Hope (10) vai ter uma corrida favorável, podendo largar e acabar. Passando para areia, Champion Star (9).

 

GÁVEA

 

Indicações para as duas pistas

Sexta feira

1º páreo - Última Ceia (7) volta a competir na pista de areia, podendo abrir o Pick3 inicial

2º páreo - A presença de animais ligeiros vai favorecer a arremetida de Rio Cid (8)

9º páreo - Mais uma chamada de animais velozes, assim Topmost (9) vai estar com eles no final

Sábado

4º páreo - Vester (4) está bem colocado nesta chamada, em Porto Feliz trabalha a contento

7º páreo - O velhinho do páreo Ferucci Mio (5) vai gostar do claiming. Pule interessante

9º páreo - A turma é muito fraca para a americana do Araras Callana (5). Deve vencer

Segunda Feira

2º páreo - Visitando o claiming, Coisa Mais Querida (8) é parada dura para as adversárias

6º páreo - O potro do Guignoni Ohio (1) está muito comentado, deve dar um bom rateio

8º páreo - Voltando a competir no seu claiming, Azul e Rosa (6) não vai perder.
 


Marcão, Zé Maria e Clackson
 

 

Direto de Paris

As urnas falaram - Dilma foi reeleita com uma vantagem de 3 milhões de votos. Como dizia o querido e saudoso Fiori Gigliotti, em seu mais famoso bordão, "Agora não adianta chorar". A candidata do PT ganhou e ponto final, vai governar ignorando os 50 milhões de brasileiros que votaram contra ela. A democracia é assim mesmo, quem faz 50% +1, leva. E que não venham me falar em diálogo, pois qualquer um sabe que todos os presidentes eleitos, em suas primeiras alocuções, afirmam ter tirado as lições da votação e prometem governar para todos. As boas intenções duram pouco. Dilma governará como bem entender (ou como o partido deixar) e em breve a oposição estará sendo chamada de antidemocrática, por se opor aos projetos governamentais. É assim em qualquer lugar do mundo e será assim nos próximos quatro anos no Brasil.

Hoje, ao analisar os desafios que deverão ser enfrentados no segundo mandato, os comentaristas insistem na necessidade de colocar a economia brasileira nos trilhos. Para tanto será preciso estancar o sangramento das contas públicas e ao mesmo tempo (missão quase impossível) combater a inflação, ganhar novamente a confiança dos investidores e voltar a crescer. Dilma terá de se comprometer com a disciplina fiscal, à qual é alérgica, assumir as reformas previdenciária e tributária e cortar gastos, sem mexer nos programas sociais e continuar aumentando o salário mínimo. Tudo isso num ambiente internacional desacelerado, com os preços das commodities em baixa. Em outras palavras, terá de fazer milagres. Tarefa ainda mais complicada, na medida que o PT perdeu 18 representantes no Congresso. Em bom português, o Planalto será refém do fisiologismo do PMDB, que, não tenham dúvidas, cobrará muito caro o seu apoio, e de outros partidos "amigos".

Verdade porém seja dita, a economia brasileira, apesar da recessão, não está moribunda. A situação é complicada, mas não desesperadora. O Brasil não é a Grécia de alguns anos atrás. Lula, ciente das dificuldades, fará de tudo para que o próximo ministro da Fazenda tenha o perfil de Armínio Fraga ou Henrique Meirelles.

Por isso, para mim, as principais questões do segundo mandato não estão na economia e sim na política.A presidente já deixou claras duas prioridades: reforma política e regulação da mídia.

O Brasil precisa de uma reforma política? Não há dúvida, mas a pergunta correta é de que reforma política? É aí que o bicho pega. Dilma, no dia de sua reeleição, voltou a proclamar a necessidade de um plebiscito. No dia seguinte, diante da oposição do imaculado Renan Calheiros, voltou atrás e disse que ficaria satisfeita com um referendo, o que é muito diferente de um plebiscito. Mas, passemos. Imaginar o que seria uma reforma política elaborada pelo PT, cujas prioridades de um a dez são permanecer no poder, com apoio do PMDB e partidos conexos, é de dar calafrios. Assim como fiquei paralisado diante do decreto presidencial sobre os conselhos populares, felizmente suspenso pelos deputados. Mas atenção, já há um novo projeto de lei bis, cópia do famigerado decreto, elaborado pelo PSOL, saindo do forno.

A segunda prioridade de Dilma, alias do PT como um todo, é a regulação da mídia. De olho no projeto, o Partido já começou a manipular para deslocar Ricardo Berzoini (aquele dos aloprados) para o Ministério das Comunicações. O PT afirma que não há pluralidade, não há diversidade na mídia brasileira. A campanha, apesar das derrapagens, mostrou que se a chamada grande imprensa apoiou Aécio Neves, em contrapartida, nas redes sociais e na internet em geral, a presença dos pro-petistas foi muito maior. Dilma afirmou em entrevista ao SBT que não irá interferir na liberdade de expressão. Mino Carta, na Carta Capital, afirma que a regulação não se traduzirá em censura.

Difícil acreditar... será que dentro de 4 anos não estaremos lamentando um déficit de democracia?


Correspondente em Paris há 35 anos, Milton Blay, autor do livro "Direto de Paris, Coq au Vin com Feijoada" pode ser ouvido em boletins diários nas rádios BandNews FM e Bandeirantes AM. Além do PPR, escreve semanalmente no site Por Dentro da Mídia e no Jornal Metro.
 


 

Procura-se um patrocinador, pela útima vez

Para quem ainda não está lembrado no nosso antigo colaborador e chargista Tiago Judas, selecionamos mais um de seus trabalhos de anos atrás, diga-se de passagem ainda bastante atual. Quem se dispuser a patrocinar (cotas de R$ 100,00 mensais), terá seu nome destacado em cada charge, além de um banner especialmente produzido pelo próprio artista e publicado semanalmente em todas as nossas edições. Aguardo os interessados. É agora ou nunca.
 


 

Um Café Por Uma Barbada e Rede Turfe na TV

O programa Rede Turfe na TV desta semana apresenta uma reportagem sobre “Treinamento e Repouso do Cavalo Atleta”, entrevistando o veterinário Adilson Menegolo e o treinador F. Pereira Filho, o clipe feito pelo JCB para marcar o lançamento de seu novo site de apostas, além de comentários dos principais páreos do Rio, de São Paulo e de Porto Alegre, notícias, informações e debates. Apresentação do jornalista João Carlos Faro, participações especiais de Joemil de Sousa, Jorge Ignacio e Antonio Cesar Leal.

Já no programa '1 Café por 1 Barbada', Karol Loureiro, de férias MAIS UMA VEZ, entrevista desde João Pessoa (PB), seu conterrâneo Aurelinho, filho do saudoso jóquei J. Aurélio, que na sua primeira participação no Café ficou devendo, mas que desta vez promete desbancar os vistas-limpas Aron e Italiano acertando 100%.

Vale a pena clicar aqui e conferir os programas via site do JCB.

Moda Turfe

Não sei se é pintura, tatuagem, uma espécie de adesivo ou exatamente o que é, mas que ficou muito bonita a anca deste animal enfeitada com estes corações, ficou. Quem souber do que trata, por favor nos informe, vai que de repente a moda pega?


 

Cruzando na frente

Nesta semana o solitário destaque desta seção será o nosso amigo e igualmente Tricolor, porém gaúcho, Flavinho Obino Filho, que venceu com seu Stud Casablanca e Karkaroff a 3ª prova de reunião do Cristal do dia 23/10. O titular das sedas nos informa ainda que  Igor Karkaroff (foto abaixo) é um personagem da saga juvenil Harry Potter.





 

Joqueadas da semana

Como acontece com qualquer esportista que se afasta da atividade durante um tempo acima do normal, Dalto Duarte retornou visivelmente fora de forma, bastante inseguro e sem a perfeita noção de percurso, que foi sempre uma de suas melhores características, o que ficou claro em algumas de suas direções mais recentes. Só que na semana passada ele já melhorou bastante, ganhando quatro carreiras montando New Forest, Temperado, Hard Set, e a mais bonita delas com Zapatista sobre Fatto A Mano (B. Pinheiro2), na prova que fechou a reunião carioca da sexta-feira. Ocupando a 7ª posição nas estatísticas com 32 vitórias, Duarte assinou 10 compromissos entre sexta e sábado, já que na noturna estará cumprindo suspensão. É bom os turfistas ficarem espertos, porque ele vem forte.


 

Pixotada da semana

As pixotadas desta semana não foram na pista, mas sim no microfone de Cidade Jardim. A primeira delas uma narração mais do que bizarra na primeira prova da domingueira paulistana (enquanto o narrador titular se encontrava preso no trânsito), seguida de um irônico (só pode ter sido...) elogio do colega comentarista após o páreo, quando os animais cruzaram a 'reta final' (sic). A segunda do narrador titular na quarta prova da programação, mais uma vez queimando a língua quando cantava a segunda vitória da 'Jojô' (sic) na tarde, montando Keko, em quem eu fechava um Pick3.

Clique aqui e veja a bizarra narração, e clique aqui para ver o tamanho da secação.

 

 

Bombas da semana

O nome da égua é muito bonito, Lucce Delle Stelle (Luz Das Estrelas), já seu retrospecto nem tanto, pois vinha de um 7º em 10 em 11/10 e de um 5º em 7 em 13/9, ambos a 9 1/2 dos primeiros colocados. Só que na 8ª prova da última sabatina carioca, na mesma pista e distância (1400 GL) da apresentação anterior, a filha de Pavillon surpreendeu, e com Lu Andrade up venceu linda carreira, rateando apenas 8,7, contra  46,7 da anterior. Alguém estava sabendo...

 

 

Banhos da semana

Foram diversos, como de hábito. Destacamos o banho  dado por Ysatis (C. Lavor) na 5ª prova de 24/10, que vindo de três  lugares, sendo dois na Gávea em setembro, e um em CJ em agosto, eleito franco favorito de 1,10 não poderia sair da dupla chegando terceiro a 8 1/2 de Veneno Letal, na 5ª prova de reunião de sexta-feira. Nenhuma ocorrência veterinária foi relatada.
 

 


 

 

Idolatria

A alegre e sorridente garota que acompanhou J. Gulart no dia da vitória com Last Kiss chama-se Laura Beatris Zerbini, filha do turfista José Carlos Zerbini e de Eliane Moreira, funcionária do JCSP. Com apenas apenas 7 anos de idade, Laurinha já  é uma apaixonada pelas corridas, graças a Josiane Gulart, que tem como ídolo. Seus pais agradecem de coração a joqueta pelo carinho que têm pela menina, e o Pega Pelo Rabo aproveita o ensejo para presentear Laurinha com mais uma foto de 'Josi' exclusiva de seu arquivo, tiarada há muitos anos no Rio de Janeiro.
 




 

Que País é esse?

Sem essa de culpar nortistas e nordestinos pela derrota de Aécio Neves, ele perdeu esta eleição foi mesmo na sua Minas Gerais, que tem mais de 4 milhões de beneficiários do bolsa família, no Rio de Janeiro com 2.6 milhões, e principalmente devido à absurda abstenção de 20% registrada em São Paulo, que na base dos percentuais da votação no Estado, poderia ter lhe rendido os votos que faltaram. O resto, como afirma nosso colaborador Milton Blay em sua matéria desta edição, e como dizia meu saudoso avô Benny com seu sotaque nada nordestino, é conversa mole pra boi dormir...

Abaixo, e encerrando o tema eleições, o terrível mapa do bolsa família e mais algumas charges sobre o pleito. Em 2016 nós paulistas daremos um pé na bunda do Haddad, isso se ele tiver coragem de se candidatar, ou quem sabe na Patricinha da Terceira Idade, o que me deixaria duplamente feliz.
 










 

 

 

Futebol

Faltando sete rodadas, está ficando interessante esta reta final do Brasileirão, inclusive na zona do G4, que semanas atrás já parecia galinha morta. Sete times disputam as vagas para a Libertadores, Cruzeiro e São Paulo ainda podendo garantir as suas via Copa do Brasil e Sulamericana, respectivamente. Meu palpite é que ambos estarão no torneio em 2015, acompanhados de Atlético MG, Fluminense e Grêmio. Para o rebeixamento, minha quadrifeta é Criciuma, Coritiba, Vitória e Botafogo.

 




 

Santos

Não adianta o fanático santista Serginho 'Clackson' ficar bravo comigo, tem que ficar bravo é com o seu 'Peixe', que depois de perder para o Fluminense em casa, jogou fora mais dois pontinhos preciosos ao ceder o empate para a Chapecoense nos últimos minutos e vai chegar perto da décima colocação mesmo. A próxima partida será contra o Colorado na Vila Belmiro, um perigo. Já pela Copa do Brasil confesso que fiquei surpreso com o placar mínimo obtido pelo Cruzeiro e com a boa exibição do Santos, se capricharem no jogo da volta é até capaz de chegarem a final, aí perderão para a Rede Globo e para o Flamengo.

 

 

Palmeiras

Ocupar a 14ª colocação, porém a apenas três pontos da ZR, não dá tranquilidade para ninguém. O Palmeiras voltou a jogar bem, mas anda com muito azar, se tivesse ganho os quatro pontos que perdeu nos descontos para Cruzeiro e Corinthians, já estaria livre do fantasma da Série B. Agora, se perder do Bahia domingo, dependendo dos demais resultados da rodada, poderá dormir de novo na ZR, para desespero do fanático esmeraldino 'Giorgio Vergano' (foto abaixo). Nosso ex-colaborador baiano Nixon Mendonça estará lá na Fonte Nova, com certeza!


 

São Paulo

Felizmente passamos pela asa negra Goiás e já estamos novamente no retrovisor da Raposa, se eles vacilarem mais uma vez (acho que será contra o Grêmio na 35ª rodada), e nós não perdermos para o lanterna Criciúma no domngo, de repente beliscamos mais um Brasileiro para a já vasta coleção. Contra o Emelec pela Copa Sulamericana a partida estava liquidada com 3x0 no primeiro tempo, aí o time tomou dois gols em 13 minutos, o primeiro em falha do Mito (que depois fez um milagre evitando o terceiro gol dos equatorianos), e quase a vaca vai para o brejo, se o zagueiro artilheiro Antonio Carlos não marcasse o quarto gol. O jogo da volta, que poderia ser fácil, vai ser complicado demais, podemos cair fora da competição.    


 

Corinthians

A boa notícia para a torcida nesta semana foi que o clube decidiu colocar em prática um projeto que começou a esboçar em 2012, ideia do vice-presidente Luis Paulo Rosenberg para evitar que os corintianos fossem enterrados "ao lado de um torcedor chato". Às 14 horas desta quinta-feira 30/10, no Parque São Jorge, o clube lançou o cemitério "Corinthians Para Sempre". O local já está sendo construído em Itaquaquecetuba, a menos de 50 km de São Paulo, em parceria com o Grupo Memorial. A fanática torcedora Cristina Cardozo já garantiu seu jazigo, incluindo no plano o chamado velório personalizado, com bandeira da Gaviões, coroa de flores (sem folhas verdes, para não remeter ao rival Palmeiras) e carro funerário corintiano. 

Já os últimos jugamentos do Corinthians no STJD estão parecendo os julgamentos dos mensaleiros no STF depois do Joaquinzão, "é nóis mano!"

 

Já pelo Brasileirão na próxima rodada o adversário será o Coritiba na Arena BNDES, moleza?


 

 
 


Apoio produção do Pega Pelo Rabo:

MARCELO LEFÈVRE
Consultor em RH

Currículos, entrevistas e seleção de profissionais


Apoio divulgação do Pega Pelo Rabo:


O ponto de encontro da inteligência com a sensibilidade.